Nebulosa

A ficção científica e a fantasia vistas deste lado da periferia e suas memórias.

Mais uma pérola! O Carrapato lá veio levantar o véu de novo.

Reincidências!!!

Quem descobre de onde foram garimpadas estas pérolas:

Assim se verá quem está a par do que por cá se vai escrevendo ou não e também se poderá aferir da incapacidade ou não de fazer analogias e testar a capacidade da memória.
Seja como for e apesar das más vontades ou não, o importante é não permitir que o Carrapato entre, pelo que convém não esquecer, na noite em que Abril termina e Maio se inicia, de proteger, do galinheiro ao curral, mas sobretudo a casa, com as maias protectoras para que o demónio, o maldito Belzebu, mesmo que metamorfoseado em carrapato não entre por nenhuma frincha durante o governo da Treva, pois pela alva já deixou de ser problema e as portas e janelas poder-se-ão abrir de par em par e receber a Luz. No entretanto mais vale ir “cantando a litania” : «Vai de retro Satánas! Senão, zás! Enfio-te uma maia por trás.»
 Para ver se consigo maior eficácia na prevenção talvez recorrer a um exorcismo não seja má ideia:
 
Crux sancta sit mihi lux / Non draco sit mihi dux
Vade retro satana / Numquam suade mihi vana
Sunt mala quae libas / Ipse venena bibas(1)
e depois dedicar um tempo à leitura De exorcismis et supplicationibus quibusdam, para me proteger das alimárias:

 Hieronymus Bosch
 
(1) 
A Cruz Sagrada seja a minha luz / Não seja o dragão o meu guia. 
Retira-te, Satanás / Nunca me aconselhes coisas vãs. 
É mal o que tu me ofereces / Bebe tu mesmo os teus venenos

Anúncios

Fevereiro 17, 2014 Posted by | ciencia ficción, fantascienza, ficção científica, insistências, Portugal, Science Fiction | Deixe um comentário