Nebulosa

A ficção científica e a fantasia vistas deste lado da periferia e suas memórias.

A noite do castello. Os ciumes do Bardo, poemas, seguidos da Confissão de Amelia – António Feliciano de Castilho (1836)

No seguimento das três mensagens anteriores, aqui ficam algumas notas a “A noite do Castello”.

http://purl.pt/28
Para apanhar a obra, clicar na imagem.
Interessante é o facto de ter dado origem a uma ópera de Carlos Gomes,
estreada em 4 de setembro de 1861,
no Teatro Lírico Fluminense (provisório) do Rio de Janeiro
Anúncios

Novembro 23, 2013 Posted by | António Feliciano de Castilho, Ópera, Brasil, Carlos Gomes, Fantástico, poesia, proto-história da fc e f portuguesa | Deixe um comentário

Antologia de Natal – Submissões

Antologia Fénix 3 (Natal) e o que se pretende é um conto inédito, em português, castelhano ou galego, tendo como tema o Natal e que pode ser de fantasia, ficção científica, horror ou terror e que não deverá ultrapassar as 650 palavras (damos uma ligeira margem de tolerância), podendo ser bem mais curto, em prosa ou poesia e que nos deve ser enviado até dia 5 Dezembro, para poder estar cá fora no dia 15 Dezembro, em ebook e que terá depois uma versão em papel por subscrição.

Os contos devem ser mandados para ez.fenix@gmail.com ou através de mensagem no FB da Fénix. 

Novembro 22, 2013 Posted by | Antologia, ciencia ficción, Fantasia, fantasy, Fantástico, Fénix, ficção científica, ilustração, Natal, Paraliteratura, Science Fiction, Submissões | Deixe um comentário

Ilustração antologia de Natal

Já temos ilustração para a capa da Antologia de Natal. Desta vez pela mão do Rui Ramos.

Novembro 22, 2013 Posted by | Antologia, ciencia ficción, Fantasia, fantasy, Fantástico, Fénix, ficção científica, ilustração, Natal, Paraliteratura, Rui Ramos, Science Fiction | Deixe um comentário

Obras do Diabinho da Mão Furada, obra anónima do século XVIII, por vezes atribuída a António José da Silva, o Judeu (Rio de Janeiro, 8 de Maio de 1705 – Lisboa, 19 de Outubro de 1739)

Um ensaio sobre a obra e o autor,
publicado nos “Anais do SILEL. Volume 1. Uberlândia: EDUFU, 2009,
de Kênia Maria de Almeida Pereira

Sobre o Diabinho ou Fradinho da mão furada, ver a entrada na
Fantastipedia

Novembro 22, 2013 Posted by | António José da Silva, Brasil, Diabinho da Mão Furada, Fantástico, Fradinho da mão furada, o Judeu, proto-história da fc e f portuguesa | Deixe um comentário

Cronica de Palmeirim de Inglaterra de Francisco de Moraes

Mais umas notas para uma possível ou talvez não, proto-história da ficção científica e fantasia portuguesa e também uma forma de “municiar” o Projecto Adamastor, para que este possa continuar a dar a conhecer e tornar acessíveis obras portuguesas.
http://purl.pt/14872/3/#/0
Aqui fica a
[Primeira [-segunda] parte de Palmeyrim de Inglaterra dirigida ao serenissimo principe Alberto, cardeal Archiduque de Austria… Chronica do famoso e muyto esforçado caualeyro Palmeyrim de Inglaterra, filho del Rey Dom Duardos no qual se contem suas proezas & de Floriano do Deserto su ermão & do Principe Florendos filho de Primalião / composta per Francisco de Moraes
e para as apanhar basta clicar na capa e assim acederao ficheiro guardado na
Biblioteca Nacional Digital
Aqui fica também o link
para a dissertação
“O amor nos livros de cavalarias – O Palmeirim de Inglaterra de Francisco de Moraes: 
edição e estudo”,
apresentada para a obtenção do grau de 
Doutor em Línguas e Literaturas Românicas,
especialidade de Literaturas Românicas Comparadas,
por Margarida Maria de Jesus Santos Alpalhão
Para complementar a informação sobre Francisco de Moraes, ver folhas 14 a 17, do

Diccionario bibliographico portuguez: A-Z – Tomo Terceiro – Innocencio Francisco da Silva

Novembro 21, 2013 Posted by | Francisco de Moraes, Palmeirim de Inglaterra, proto-história da fc e f portuguesa, Romances de cavalaria | 2 comentários

Romances de cavalaria – Amadis de Gaula, do portuense Vasco de Lobeira que morreu em 1403 [alguns atribuem a autoria ao seu antepassado João de Lobeira (c. 1233 – 1285), autor de "o lai de Leonoreta"]

Exposição do Dr. José Valle de Figueiredo na Biblioteca Municipal de Vale de Cambra.
 “Quando no D. Quixote se resolve queimar todos os livros de cavalaria, acusando-os de serem prejudiciais, dos pouquíssimos que se poupa ao fogo é o que traz a história de AMADIS DE GAULA, de autoria controversa mas que a maioria dos especialistas atribui ao portuense Vasco de Lobeira, que tê-la-ía escrito no século XIV. Editada em Espanha nos finais de 1508, após andar manuscrita muitos e muitos anos, podemos considerar que ainda estamos a tempo de comemorar os quinhentos anos dessa publicação. Tendo-se tornado o modelo das novelas de cavalaria que se seguiram, propomo-nos celebrar a efeméride, inserindo a evocação das acções e dos amores do Cavaleiro no contexto da sua época, relacionando-o com a história e a vida do seu tempo. Centrada na evocação da vida de um cavaleiro medieval emvários dos seus aspectos, a exposição poderá funcionar como suporte didácticoda época, numa transversalidade que contemple a Literatura, a História e a Música, assinalando-se aqui, que Compositores como Lully, Haendel, Bach, Massenet e o português Ivo Cruz, dedicaram obras à figura do celebrado Cavaleiro. Refira-se, entretanto, que o grande Poeta Afonso Lopes Vieira “reconstituiu” o romance de Amadis em versão portuguesa moderna. Com prefácio de Carolina Michaelis de Vasconcelos teve várioas edições, a primeira das quais em 1922, e a última em 2003″. José Valle de Figueiredo 
Notas para uma possível ou talvez não, proto-história da ficção científica e fantasia portuguesa.
 Imagem obtida e consultável em The Digital Scriptorium
e cujo original se encontra na  Bancroft Library na Universidade da Califórnia, em Berkeley, USA



Para informação complementar ficam aqui dois links:

Amadis of Gaul, Volume 1 – Vasco de Lobeira,Garci Rodríguez de Montalvo

A literatura portuguesa – Massaud Moisés (pag. 46 e 47)

 O romance de Amadis, composto sobre o Amadis de Gaula de Lobeira por Affonso Lopes Vieira

  

Alguma bibliografia sobre o tema:

Massaud Moisés. A literatura portuguesa através dos textos. São Paulo: Cultrix, 1997

João Gaspar Simões. História do romance português. Lisboa: Estudios Cor, 1967

Novembro 20, 2013 Posted by | Amadis de Gaula, Biblioteca Municipal de Vale de Cambra, Dr. José Valle de Figueiredo, proto-história da fc e f portuguesa, Romances de cavalaria, Vasco de Lobeira | Deixe um comentário

Vaga sem Praia (Wave Without a Shore, 1981) – C. J. Cherryh (Europress – Bolso Noite nº 21, 1984)

Novembro 19, 2013 Posted by | Bolso Noite, C. J. Cherryh, ciencia ficción, Europress, fantascienza, ficção científica, Science Fiction | Deixe um comentário

Depois da Mostra

No seguimento da
I Mostra Bibliográfica de Ficção Científica e Fantasia de Autores Portugueses
que decorreu na Biblioteca Almeida Garrett, durante o mês de Setembro de 2013, decidimos publicar aqui imagens de alguns dos livros expostos e de outros que não foi possível mostrar por falta de espaço:


O Que de Ser o Mundo no Ano Três Mil, de Émile Souvestre, adaptada ao gosto português  
por Sebastião José Ribeiro de (1859)
 Para ver a publicidade original nos jornais da época clicar aqui

 A republicação de

O Que de Ser o Mundo no Ano Três Mil, de Émile Souvestre, adaptada ao gosto português por Sebastião José Ribeiro de (1859)
pela mão de Fátima Vieira, em (Quasi Edições, Colecção Biblioteca das Utopias, 2007)





Contos Phantasticos, de Teófilo Braga (1865)



Lisboa no Ano Três Mil, de Candido de Figueiredo (1892)

A Guerra Aérea (de Berlim a Bagdad), de Rodolpho Martin (1912)


A. D. 2230, de Amílcar de Mascarenhas (1938)
 


Através do Espaço, de Frederico Cruz (1942)

 Lançaram Fogo ao Planeta, J. Matias (1943)


O Homem que Salvou o Mundo, de Augusto Cunha (1946)

 “AK. A Tese e o Axioma, de Romeu de Melo (1959)

 Histórias Inacreditáveis, de José Lello (1960)

 O Grande Cidadão, de Vergílio Martinho (1963)

A Fantástica Experncia, de W. StrongRoss (1965)

Um homem do Outro Mundo, de Reis Ventura (1968)

Canopus 98, de CarlosMoutinho (1969)

 
 Deste Mundo e do Outro, de José Saramago (1971)
 Pioneiros do Futuro, de Pedro Boaventura (1973)

Novembro 12, 2013 Posted by | ap, Álvaro de Sousa Holstein, fantascienza, Fantasia, fantasy, Fantástico, ficção científica, Marcelina Gama Leandro, Mostra bibliográfica, Oporto, Porto, Portugal, Science Fiction | Deixe um comentário

Antologia Fénix 2 – Halloween (Outubro/Novembro 2013)

Desta vez o tema é o Halloween e em breve sairá mais uma, tendo como tema o Natal. A idéia é fomentar a produção de ficção curta, desta feita no espaço das línguas ibéricas. Na verdade o espaço foi de alguma forma restringido, pois as submissões foram apenas aceites em português, galego e castelhano, deixando de fora línguas como o catalão e o basco, assim como os vários dialectos falados na Península Ibérica. Ficaram de fora também os vários crioulos. A “restrição” deve-se ao facto de as três línguas aceites serem lidas pela maioria dos iberos e ibero-americanos e as línguas serem faladas e lidas por cerca de 700 milhões de pessoas, bastante mais que os cerca de 380 milhões que tem o inglês como primeira língua. Outra particularidade é ser uma antologia relâmpago, dado o curto prazo de submissões. Temos nas páginas seguintes a selecção dos contos admitidos que nos chegam de quatro países. Esperamos que vos agrade.

E os autores de Halloween são:

• Nuno Almeida
• Joana Andrade
• Luís Corujo
• Lima da Costa
• Ricardo Dias
• Vitor Frazão
• Sergio Gaut vel Hartman
• Álvaro de Sousa Holstein
• Francesc Barrio Julio
• Samir Karimo
• Marcelina Gama Leandro
• Ana Luiz
• Ana Cristina Luz
• Inês Montenegro
• Jorge Palinhos
• Carina Portugal
• Joel Puga
• Rui Ramos
• Lucas Rodrigues
• João Rogaciano
• Diana Sousa
• Rafael Marín Trechera

Novembro 10, 2013 Posted by | Antologia, Argentina, Álvaro de Sousa Holstein, Brasil, castelhano, Espanha, Fantasia, Fénix, ficção científica, Galego, Halloween, Marcelina Gama Leandro, Portugal, Português, Regina Catarino, Rui Alex | Deixe um comentário

Press release Lusitânia

Revista Lusitânia – Número 2

O novo número da revista Lusitânia traz uma vez mais a publicação de contos de literatura especulativa com a cultura portuguesa como pano de fundo.

O lançamento terá lugar no próximo sábado, dia 16 de Novembro, pelas 14h15, no Fórum Fantástico, que decorre na Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro.

Na revista, o leitor pode encontrar histórias de fantasia desde o levam do norte ao sul do país, encontrando pelo caminho sereias, grifos e espíritos. São histórias que conjugam o passado e o futuro e que trazem heróis tão inauditos como Leonor, no conto A carta ou um inominado barqueiro n’ A sereia de Cacilhas. Há também histórias de almas atormentadas por acontecimentos inexplicáveis ou sinas inalienáveis como no Semblante Pálido ou Indicador de Deus. Nesta revista, para além dos autores que viram os seus contos seleccionados por concurso livre, também podemos contar com um convidado especial: João Barreiros, um escritor de Ficção Científica português, já com uma longa carreira, que nas páginas da Lusitânia deu continuidade ao universo Electropunk da sua autoria com o conto O Coração é um Predador Solitário.

Trata-se, em suma, de uma revista em que os jovens autores revelam, num estilo próprio e cativante, a cultura e paisagem portuguesas, retratando vivências e lugares do quotidiano local, e que serviram de inspiração para que pudessem povoar os seus contos de mistério e personagens fantásticas.

Estamos disponíveis no Facebook:  www.facebook.com/Revista Lusitânia

ou em revistalusitania@gmail.com

Novembro 10, 2013 Posted by | Fantasia, ficção científica, Lusitânia, Portugal, revista | Deixe um comentário